Facebook Instagram Youtube WhattApp73 99119-1758

terça-feira, 2 de abril de 2019

SEMA de Itagibá em operação com a Polícia Civil, apreende mais de 7 toneladas de madeira ilegal.



Após ter recebido denúncias, a SEMA(Secretaria de Meio Ambiente de Itagibá), realizou operação em conjunto com a Polícia Civil local, resultando na apreensão de 66 pranchas de madeira ilegal, da espécie Persea indica, popularmente conhecida como vinhático, totalizando mais de 7 toneladas deste material, proveniente de vegetação nativa. A apreensão se deu nas proximidades do distrito de Tapiragi, região das piabas, em que segundo os moradores locais, a prática ilícita de extração e comércio de madeira, tem se tornado frequente nesta região.


“Extrair, armazenar e comercializar madeira oriunda de vegetação nativa, configura crime ambiental, em conformidade com o Artigo 46 da Lei Federal 9.605/98. A ação também é tipificada pela Lei Federal Nº 12.651/2012 que dispõe sobre a proteção da vegetação nativa do Brasil.” De acordo com a equipe da SEMA de Itagibá, é proibido o corte de espécies de vegetação nativa, sem plano de manejo, que precisa ser aprovado pelos órgãos ambientais. Mesmo em desmatamentos autorizados, essas espécies não podem ser suprimidas.

Itagibá e região vem passando por sérios problemas climáticos, sobretudo escassez de água e aumento da temperatura local, devido aos impactos ambientais causados por estas atividades criminosas, que afetam diretamente a quantidade de água em nossos rios, e os índices pluviométricos da região”. Diz o Eng. Ambiental Tiago Lima.

Diante disso, a SEMA de Itagibá, juntamente com a polícia local, não medirão esforços para atuar no combate deste crimes, enquanto que contamos com a participação e denúncias por parte da população, que sem dúvidas irá nos ajudar nesta ação, que é para o bem de todos.