Facebook Instagram Youtube WhattApp73 99119-1758

quinta-feira, 24 de maio de 2018

Protesto de caminhoneiros: falta de produtos e combustíveis atingem cidades baianas


Os bloqueios em estradas estaduais e federais na Bahia, por parte dos caminhoneiros, estão custando aos produtores de leite do estado R$ 1,2 milhão em prejuízos. Ontem, 800 mil litros do produto deixaram de ser coletados nas fazendas. Na Região Metropolitana de Salvador, a paralisação dos caminhoneiros fez com que um dos mais tradicionais centros de compras da cidade, a Feira de São Joaquim, passasse o dia com boxes fechados e poucas opções de frutas e legumes à disposição dos clientes. No setor de hortifruti, a maioria dos boxes sequer abriu. Em cidades do sudoeste baiano, como Vitória da Conquista, Jequié, e da região da Chapada Diamantina, como Jacobina, motoristas fizeram filas em postos de combustível para abastecer os carros, diante da baixa oferta de gasolina. De acordo com o Sindicom, que representa as distribuidoras de combustíveis na Bahia, mais de 500 caminhões estão nos terminais e bases de combustíveis parados em São Francisco do Conde, Itabuna, Jequié, Juazeiro e Luiz Eduardo Magalhães. Em Jequié, o litro da gasolina subiu para mais de R$ 5 em vários postos e, mesmo assim, carros e motos fizeram filas para abastecer.  *Informações do CORREIO