Facebook Youtube WhattApp73 98105-2602

terça-feira, 12 de dezembro de 2017

Patriarca da Odebrecht anuncia que familiares não ocuparão mais presidência da empreiteira


Cerca de uma semana antes de o empresário Marcelo Odebrecht deixar a prisão, seu pai, Emílio, anunciou nesta segunda-feira (11) que os membros da família não vão mais ocupar o cargo de presidente na empresa. O diretor-presidente será escolhido pelo presidente do conselho de administração dentre os diretores da Odebrecht e deve ter, no máximo, 65 anos. O acordo firmado com a Justiça já previa que Marcelo, que passou dois anos e meio atrás das grades, permaneceria afastado da gestão do grupo. Ele seguirá em prisão domiciliar. "Esta decisão representa a vontade do acionista controlador de promover a separação entre a família Odebrecht e a liderança executiva da Odebrecht S.A., holding do grupo, e deixa claro que a assembleia geral é o foro onde o acionista controlador pode atuar, interagir e deliberar", disse Emilio Odebrecht no comunicado.