Facebook Instagram Youtube WhattApp73 99119-1758

sábado, 5 de agosto de 2017

Conheça a história da praça Duque de Caxias em Itagibá


Lembro-me de todas essas Casas antigas: às quatro portas fechadas à esquerda era uma Marcenaria onde fazia camas, mesas, cadeiras, roupeiros etc; de Manoel Fróes e depois passou para o Sr. Antonio Sales. Logo a seguir às duas portas com uma aberta era a Alfaiataria do Sr. Valdenor Santiago, Pai de Sérgio da Ambulância, excelente músico e tocava Clarineto, esposo da famosa professora Lídia Santiago, as três portas em seguida era uma Tenda de cabeleleiro onde trabalhava Claudemiro conhecido por Coló pai de Mateus, Pedro (Piróca) Gabriel (Bié) e Mirinho, foram excelentes jogadores de futebol com destaque Mirinho. A seguir a porta larga era também uma tenda de cabedeleiro do Sr. Eliezer (Pai de Edméa). seguindo, às duas portas a direitas era o armarinho de D. Hilda Quadros um armarinho muito sortido e cheio de variedades. Por fim às quatro últimas portas a direita foi o comércio de Didí de Francisquinho, cantador de serestas, bom violonista (voz muito bonita) tinha três irmãs lindas: Glória, Italva e Célia, filhos do mencionado fazendeiro Francisquinho com sua propriedade logo aí no Bairro onde foi do Senhor Dantinhas. Depois esse comércio passou para o Sr. Miguelino Mariniélli onde tinha uma famosa Araponga com um canto estridente que impressionava a todos que passavam! "LEMBRANÇAS DO PASSADO QUE NÃO VOLTAM MAIS"! (Giro Itagibá/Abinesio Nunes)