Facebook Youtube WhattApp73 99195-4225

sábado, 15 de maio de 2021

Atlantic Nickel encerra trimestre com US$ 63 milhões de receitas

A Atlantic Nickel, do Grupo Appian Brazil, encerrou o primeiro trimestre de 2021 com uma receita líquida de US$ 63 milhões (equivalentes a R$ 334 milhões, na cotação de ontem), considerado um excelente resultado para o período. A empresa, que produz níquel sulfetado em Itagibá, produziu 26 mil toneladas de concentrado de níquel no período e realizou três embarques do produto, saindo do porto de Ilhéus, seguindo todas as normas de segurança e dentro das especificações do mercado.

A empresa também confirmou o aumento de 20% para o recurso mineral subterrâneo declarado. Em 2020, a empresa já tinha anunciado um aumento de 26 anos no potencial da vida útil da mina, passando de 8 para 34 anos o período de operação. Os dados agora comprovam neste número, o que poderá ampliar a vida da mina além dos 34 anos.

“Temos o prazer de anunciar nosso forte desempenho operacional no primeiro trimestre para a Atlantic Nickel, mantendo nossos custos no primeiro quartil e robustos padrões de segurança. Nosso time está sempre empenhado em melhorar e este sucesso reflete o nosso trabalho árduo e o desejo de ser o melhor no que fazemos, com segurança e responsabilidade”, comemorou o CEO do Grupo Appian Brazil, Paulo Castellari.

A estimativa de recursos subterrâneos atualizada aumenta os Recursos Indicados para 88 milhões de toneladas, com 0,61% de teor de níquel e os Recursos Inferidos para 115 milhões de toneladas com 0,59% de teor de níquel. “Essa é a década dos veículos elétricos e ela acaba de começar”, ressalta Paulo Castellari. Mais sustentáveis, os veículos elétricos dependem de níquel sulfetado para a fabricação de suas baterias; e de cobre, mineral indispensável para o processo de geração de energia sustentável. Dessa forma, a Appian Capital Brazil e seus ativos estão bem-posicionados para serem protagonistas do processo de revolução energética.