Facebook Youtube WhattApp73 99195-4225

sábado, 27 de fevereiro de 2021

Perfurações feitas pela Vale causaram desastre de Brumadinho, conclui PF


Perfurações verticais feitas pela Vale foram o gatilho para a liquefação que provocou o rompimento da barragem de Brumadinho na Região Metropolitana de Belo Horizonte, em 2019. A conclusão sobre a causa da tragédia, que deixou 270 pessoas mortas, foi informada nesta sexta-feira (26) pela Polícia Federal (PF). A investigação aponta que a Vale contratou, em outubro de 2018, uma empresa para identificar as condições de resistência de diferentes seções da barragem. A parte mais baixa da estrutura era composta por um material mais fino, de baixa capacidade de suporte e, portanto, mais frágil. A empresa contratada entregou à mineradora um diagnóstico em dezembro do mesmo ano, mas, antes de processar e analisar os resultados, a Vale deu início a perfurações verticais na barragem. A mineradora tinha dois objetivos: complementar a investigação geotécnica iniciada pela contratada para identificar os materiais de cada ponto da estrutura e instalar novos instrumentos de monitoramento. A empresa começou a perfurar uma área crítica da barragem cinco dias antes da ruptura. No 25 de janeiro, quando o rompimento ocorreu, o trabalho atingiu o ponto mais frágil, o que gerou uma onda de liquefação.