Facebook Youtube WhattApp73 99195-4225

quinta-feira, 10 de setembro de 2020

Familiares de jovem morto em acidente com moto cobra explicações da Prefeitura de Jequié


Um jovem baiano Djalma Alves Santos, 32 anos, residia e trabalhava em São Paulo e aproveitou alguns dias para vir rever a sua mãe e familiares em Jequié e renovar a sua carteira de habilitação. Na noite de domingo (23 de agosto) pilotava uma motocicleta na via principal do bairro Itaigara, quando não percebeu e se deparou com um redutor de velocidade, sem pintura e sinalização, perdeu o controle do veículo e no impacto a ondulação transversal na via e projetou-se no solo. Djalma usava capacete, mas não foi suficiente para impedir que ele sofresse traumatismo craniano, evoluindo a óbito. A mãe e demais familiares do rapaz mostram-se indignados com o fato de que o quebra molas, até o momento em que ocorreu o acidente, não estava pintado como determina a legislação e, também no local não existia placa de sinalização orientando para a existência do redutor no meio da pista. “No dia seguinte ao acidente o redutor foi pintado e um,a placa de sinalização foi instalada, o que confirma a negligência do poder público municipal, em relação ao assunto”, afirmam os familiares da vítima, cobrando explicações acerca do ocorrido. *Com informações do Jequié Repórter