Facebook Youtube WhattApp73 99195-4225

quarta-feira, 16 de setembro de 2020

Adolescente envolvida em disparo que matou colega em MT é apreendida


CUIABÁ, MT (FOLHAPRESS) - A adolescente de 15 anos envolvida no disparo de arma que matou sua amiga Isabele Guimarães Ramos, 14, em julho, foi apreendida na noite desta terça-feira (15) em Cuiabá (MT). A juíza Cristiane Padim da Silva, da 2ª Vara da Infância e da Juventude em Cuiabá, determinou sua apreensão por 45 dias da adolescente. A decisão foi proferida nesta terça, após o Ministério Público Estadual ter pedido a internação da adolescente por ato infracional análogo a homicídio qualificado -como já havia sido apontado pelo delegado Wagner Bassi, da Delegacia Especializada do Adolescente (DEA), na conclusão do inquérito que investiga o crime. Após a decisão, policiais da Delegacia Especializada de Defesa da Criança e do Adolescente (Deddica), foram até a residência da adolescente, em um condomínio de alto padrão, por volta das 15h, mas ela não havia sido localizada na noite desta terça-feira. Por volta das 20h, ela se apresentou na delegacia, onde deve aguardar para ser transferida para o complexo do Pomeri, destinado a adolescentes infratores.O limite para esse tipo de internação é de até três anos, como prevê o Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA). A defesa da adolescente ainda não se pronunciou sobre a apreensão. Com base no inquérito policial, a adolescente foi autuada por ato infracionário análogo a homicídio doloso. Já o pai da autuada foi indiciado sob suspeita de homicídio culposo (sem intenção de matar). Para os delegados da Delegacia Especializada do Adolescente (DEA) e da Delegacia Especializada de Defesa da Criança e do Adolescente, a autuada teria disparando intencionalmente contra a amiga no dia 12 de julho, com uma arma utilizada para a prática de tiro esportivo. Segundo disse o delegado Wagner Bassi, responsável pelas investigações, a conduta da adolescente, "considerando as incompatibilidades de todas as versões apresentadas pela adolescente na sequência dos fatos", é dolosa (com intenção).