Facebook Youtube WhattApp73 99195-4225

terça-feira, 9 de junho de 2020

Neymar e 'parças' podem ser presos por crime de homofobia

Neymar e 'parças' podem ser presos por crime de homofobia

Na última semana, o jogador Neymar Jr. se envolveu em uma polêmica após vazar nas redes sociais uma conversa entre o atleta e seus amigos, os 'Parças', sobre o incidente envolvendo o padrasto do atacante brasileiro, Tiago Ramos, e a mãe dele Nadine Santos. Segundo informações do jornalista Alessandro Lo Bianco, divulgadas no programa 'A Tarde é Sua', um documento com denúncias foi protocolado no Ministério Público de São Paulo pedindo a prisão preventiva do grupo, uma vez que na mensagem grava é sugerida a morte de modelo e até mesmo apologia de uso de elementos de tortura. A denúncia teria sido movida por ativistas LGBTQ+ que apontaram o crime de homofobia e 'formação de quadrilha', já que no áudio entre Neymar e seus amigos, eles se referem a Tiago em tom pejorativo, o chamando de 'viadinho' e incitando violência física e sexual contra o rapaz. Até o momento, nem Neymar ou os envolvidos se pronunciaram sobre a denúcia.