Facebook Youtube WhattApp73 99195-4225

quarta-feira, 1 de abril de 2020

Países preveem prisão para punir piadas de Dia da Mentira sobre coronavírus


O Dia da Mentira, data celebrada internacionalmente com brincadeiras em todo 1º de abril, ganha outro tom em 2020, com o combate contra notícias falsas relacionadas à pandemia do novo coronavírus (COVID-19). Governos e empresas se pronunciaram às vésperas desta quarta-feira (1º) para antecipar medidas. Na Tailândia, o governo local anunciou que piadas de “Primeiro de Abril” sobre o vírus podem ser punidas sob uma lei que prevê sentença de até cinco anos de prisão. “É contra a lei fingir ter o COVID-19 neste dia da mentira”, dieclarou a conta oficial do governo do país na rede social Twitter. A presidente de Taiwan, Tsai Ing-wen, foi ao Facebook para pedir às pessoas que não brincassem com o vírus, acrescentando que qualquer pessoa que espalhe boatos ou informações falsas poderá enfrentar até três anos de prisão e multa de cerca de US$ 100.000 (aproximadamente R$ 500.000 na cotação atual). Na Índia, a unidade de cibersegurança do estado de Maharashtra disse que tomaria medidas legais contra qualquer pessoa que divulgasse notícias falsas no Dia da Mentira.