Facebook Instagram Youtube WhattApp73 99119-1758

quinta-feira, 16 de janeiro de 2020

Segunda morte associada a consumo de cerveja é confirmada


Na semana passada, um homem morreu por conta de uma síndrome nefroneural associada ao consumo da cerveja pilsen Belorizontina, da Backer. Nesta quarta-feira (15), mais uma morte é confirmada pelo mesmo motivo. A vítima, ainda não identificada, é um homem e estava internado em uma das unidades hospitalares da rede Mater Dei, em Belo Horizonte. Seu corpo foi encaminhado ao Instituto Médico Legal (IML). Apesar de ainda não ter sido estabelecida a causa da morte, a Polícia Civil considera que a morte foi oficialmente associada à intoxicação por consumo da cerveja. O corpo será submetido a novos exames.

Um terceiro caso, na cidade de Pompéu, a cerca de 170 quilômetros de Belo Horizonte, ainda não foi confirmado, mas possivelmente há uma morte de uma moradora também por intoxicação. Segundo a Secretaria de Saúde de Pompéu, a mulher, ainda sem identificação, morreu no dia 28 de dezembro, e esteve em Belo Horizonte entre os dias 15 e 21 de dezembro. Segundo familiares, a vítima tomou a cerveja Belorizontina nesse período.