Facebook Instagram Youtube WhattApp73 99119-1758

quarta-feira, 15 de janeiro de 2020

Professores de Dário Meira reclamam de salário atrasado; início do ano letivo pode ser prejudicado


Professores da rede municipal de Dário Meira estão sem receber o salário do último mês de dezembro. A informação foi confirmada ao GIRO pela APLB local. Os professores afirmam que o prefeito Willian de Alemão autorizou apenas o pagamento do 13º salário (que também estava atrasado), ficando devedor o mês de dezembro de 2019, previsto pela administração para o dia 30 de janeiro.

“Nossa categoria está inconformada com a previsão do prefeito Wiliam, uma vez que a categoria finalizou o ano letivo com muita dignidade e o aporte financeiro recebido durante o ano de 2019 apenas de Fundeb, foi de aproximadamente R$ 12.300.000.00 (doze milhões e trezentos mil reais)”, comentou o presidente da APLB, Ozias Ribeiro Cruz.

Ainda segundo Ozias, o sindicato da APLB sinaliza ao executivo que o ano letivo de 2020 está vinculado ao cumprimento e a garantia de todos os direitos de todos os trabalhadores em educação. “Nós da APLB pedimos ao prefeito que regularize a situação do atraso salarial, pois temos na educação outras importantes pautas a serem debatidas, como Novo Fundeb, melhorias na qualidade de ensino, reserva técnica, etc, e não temos condição de debatê-las sem o direito ao salário, que está em atraso”, completou o presidente da APLB. Nossa reportagem, mais uma vez, não conseguiu contato com o prefeito Willian de Alemão.