Facebook Instagram Youtube WhattApp73 99119-1758

quarta-feira, 23 de outubro de 2019

Volta de Kirchner ao poder ameaça Mercosul, diz Bolsonaro


O presidente Jair Bolsonaro indicou que pode propor a suspensão da Argentina do Mercosul caso a chapa composta pela ex-presidente Cristina Kirchner, candidata à vice-presidência, vença a eleição no país. Bolsonaro citou situação semelhante em 2012, quando o Paraguai ficou fora do bloco temporariamente e a Venezuela foi incluída. Na época, o anúncio foi feito justamente por Cristina. Para Bolsonaro, a volta da ex-presidente ao governo argentino poderia colocar toda a estrutura do Mercosul em risco. “Nós sabemos que a volta da turma do Foro de São Paulo (formado por partidos de esquerda) e da Cristina Kirchner para o governo argentino pode, sim, colocar em risco todo Mercosul”, disse o presidente ao deixar o hotel onde está hospedado, em Tóquio. “Se possivelmente colocando em risco todo o Mercosul, você tem de ter uma alternativa no bolso”, acrescentou. Bolsonaro falou que conversa sobre possíveis mudanças na composição do bloco com o ministro da Economia, Paulo Guedes, desde antes de assumir o cargo. De acordo com ele, o governo brasileiro espera que o eventual sucessor de Mauricio Macri siga a sua postura nas questões comerciais relativas ao Mercosul. Do contrário, poderia reunir Uruguai e Paraguai para tomar alguma providência.