Facebook Instagram Youtube WhattApp73 99119-1758

terça-feira, 10 de setembro de 2019

Menina de cinco anos com paralisia cerebral morre após estupro no RS


Uma menina de 5 anos morreu após ser estuprada em Santa Maria, no Rio Grande do Sul. A criança, que tinha paralisia cerebral, ainda foi socorrida pela mãe para o Hospital Universitário, no sábado (7), mas não resistiu aos ferimentos. De acordo com a polícia, um suspeito de 18 anos foi preso e confessou o crime. Ele já teve prisão preventiva decretada por estupro de vulnerável e está na Penitenciária Estadual De Santa Maria. O suspeito era filho do padrasto da criança e morava na mesma casa que ela. Ele contou à polícia que a estuprou em um quarto, mas afirma que ela estava respirando quando ele saiu. A delegada Roberta Trevisan contou ao Uol que o abuso aconteceu no berço dentro do quarto em que estavam ainda o padrasto e a mãe da menina, que dormiam e negam ter ouvido algo. Por volta de 5h, o padrasto diz que levantou para ir ao banheiro e notou que a criança estava roxa e respirava de maneira fraca. Foi quando ele chamou a mulher e foram para o hospital. A versão é questionada pela polícia. “É impossível que ninguém tenha ouvido nada, até pela extensão dos ferimentos”, diz a delegada Roberta Trevisan. Na casa, que a delegada afirma ser pequena, estavam oito pessoas, incluindo a vítima. Para ela, os pais podem responder por omissão. O inquérito ainda não foi concluído. A causa da morte ainda será definida por laudos da perícia. (Uol)