Facebook Instagram Youtube WhattApp73 99119-1758

quarta-feira, 6 de setembro de 2017

Cerca de 2 mil pessoas sofrem com a seca de lagoa onde morreram milhares de peixes


A seca na lagoa Itaparica, localizada no município de Xique-Xique, no oeste da Bahia, atinge cerca de duas mil pessoas que dependem da água da lagoa para sobreviver. O local se transformou em uma espécie de cemitério depeixes, após milhares deles morrerem por conta da falta de água, e muitos pescadores abandonaram a atividade. “Tem uma quantidade de duas mil pessoas que recebem impacto, direto porque dependem da lagoa pra pesca, pra criação de animais e pequenas áreas agrícolas”, afirmou Roberto Rivelino, secretário de Meio Ambiente da cidade. A lagoa Itaparica era alimentada pelas águas do Rio São Francisco e é maior da região. Agora, o que se vê no local é uma grande poça que tem apenas cerca de dez centímetros de profundidade. A estiagem na região também atinge as criações de gado. Há 6 meses não chove em Xique-Xique e a previsão é que só haja chuva na cidade em meados do mês de outubro. Conforme os moradores, essa é uma das piores secas já ocorridas na cidade. “Pra nós que somo filhos dessa terra, que nascemos às margens do Rio São Francisco, presenciar um cenário como esse é algo que parte o coração”, Marquileide Oliveira, professora. (A Tarde)