Facebook Instagram Youtube WhattApp73 99119-1758

segunda-feira, 23 de janeiro de 2017

Previsão de crescimento para Brasil nos próximos dois anos é o pior da América Latina


A estimativa de crescimento para o Brasil em 2017 (0,2%) e 2018 (1,5%) é a pior da América Latina entre as grandes nações da região. A projeção é do Fundo Monetário Internacional (FMI), que desconsidera a Venezuela em razão da grave crise política, econômica e social pela qual passa o país há alguns anos. De acordo com O Globo, o FMI avalia que o prolongamento da recessão no ano passado e os elevados níveis de desemprego e endividamento piorou as previsões de crescimento do Brasil. No grupo formado por Argentina, Brasil, Chile, Colômbia, México, Peru e Venezuela, o país sob comando de Michel Temer (PMDB) já havia vivido o segundo pior desempenho entre as grandes nações, com a queda de 3,8% e 3,5% em 2015 e 2016. Para este ano e o próximo, o Peru tem a melhor previsão, com 4,3% e 3,5%, respectivamente. A Argentina, que sai de um período de recessão, deverá crescer 2,2% neste ano e 2,8% em 2018.