Facebook Instagram Youtube WhattApp73 99119-1758

sábado, 7 de janeiro de 2017

Homem que ateou fogo em casa e matou família, vai responde por 5 homicídios


O comerciante Gilson de Jesus Moura, 49 anos, acusado de atear fogo na casa onde morava com a família, causando a morte de três filhos, da enteada que estava grávida, e do filho dela de 1 ano, em Feira de Santana, vai responder por cinco homicídios qualificados, duas tentativas de homicídios e um crime de aborto. Durante a apresentação dele nesta sexta-feira (6), na sede da Polícia Civil, em Salvador, os investigadores revelaram que Gilson já tinha esfaqueado a mulher.  A mulher dele, mãe das crianças, e outra filha de 4 anos que conseguiram sair do imóvel, no bairro Mangabeira, em Feira, com ajuda de vizinhos, continuam internadas no Hospital Geral do Estado (HGE) com queimaduras graves. Gilson estava foragido e foi preso na manhã desta sexta, no Largo do Marajó, em Feira, quando se preparava para fugir. Após vender seu carro que foi localizado, no bairro Santo Antônio dos Prazeres. A investigação conduzida pela 1ª Delegacia de Homicídios (DH) de Feira apurou que ele retornou à cidade para poder receber o pagamento da venda do carro. O delegado João Rodrigo Uzzum, coordenador da 1ª Coordenadoria Regional de Polícia do Interior (Coorpin/Feira), informou que Gilson premeditou o crime depois de uma discussão com a mulher, Ana Cristina de Jesus, 37, durante uma festa no fim do ano. Dezenas de familiares e vizinhos do conjunto habitacional, onde o casal morava e mantinha um bar, foram ouvidos ao longo da investigação e informaram que a relação dos dois era marcada por brigas violentas. (A Tarde)